quinta-feira, 28 de abril de 2022

O que é o assento sanitário elevado, quais modelos existem e como instalar?

 


Para uma pessoa saudável, a altura do vaso sanitário não faz muita diferença. Não há nenhuma dificuldade entre ficar em pé e sentar-se ali. No entanto, para muitas pessoas com dificuldades de mobilidade, seja com dor ou com redução de força ou equilíbrio, isso pode ser um desafio. A solução, então, é mais simples do que parece: um assento sanitário elevado.

Pouco conhecido, mas muito útil, o assento sanitário elevado ajuda a deixar o vaso sanitário com alguns centímetros a mais, diminuindo a distância entre o usuário em pé e o assento. Na prática, isso significa que o usuário não precisa se abaixar tanto para fazer as suas necessidades.

Diminuir essa distância, para algumas pessoas, pode ser apenas um detalhe, já que fazemos isso diariamente sem pensar muito. Mas, por outro lado, esse “detalhe” pode fazer um mundo de diferença para a pessoa e garantir muito mais autonomia nesse momento que é tão íntimo, não é mesmo?

E se você quer saber mais sobre o assento sanitário elevado, então você está no lugar certo. Reunimos, neste artigo, as informações mais importantes sobre o assunto. Confira o conteúdo a seguir:

  • O que é o assento sanitário elevado?
  • Quem pode/precisa usar um assento elevado?
  • Benefícios do assento sanitário elevado
  • Vale a pena comprar um assento sanitário elevado?
  • Em quais vasos é possível usar o sanitário elevado?
  • Como instalar o assento sanitário elevado?

O que é o assento sanitário elevado?

O assento sanitário elevado é, na verdade, uma tecnologia muito simples, mas que faz toda diferença na vida e no dia a dia de quem a utiliza. Esses produtos, em geral, são discretos, confortáveis, eficazes e de fácil instalação.

Trata-se de um tipo de plataforma que, quando acoplada ao vaso sanitário, promove uma elevação do assento. O tamanho dessa elevação é variável, pois depende da altura que cada produto possui. Existem modelos com 7,5cm de altura, 13,5cm, entre outros.

Indiferentemente do tamanho, todos possuem o mesmo objetivo: diminuir a distância do vaso sanitário e facilitar sua utilização sem muito esforço.

Clique aqui e conheça o Assento Sanitário Elevado 7,5cm Mebuki com Tampa.

Quem pode/precisa usar um assento elevado?

Jovens, adultos e idosos. Há uma variedade de pessoas que precisam utilizar um assento para vaso sanitário elevado e podem se beneficiar desse produto.

De forma mais comum, eles são utilizados por pessoas com deficiência, com mobilidade reduzida ou idosos. Mas também podem ser usados temporariamente, por aqueles que estão em algum processo de recuperação pós-cirúrgico.

Benefícios do assento sanitário elevado

Além da praticidade e do conforto – temas que já falamos na introdução desse artigo – os assentos elevados proporcionam muitos benefícios que podem ser notados a curto, médio e longo prazo. Confira alguns:

  • Autonomia e independência: muitas pessoas não gostam de pedir ajuda, sobretudo para ir ao banheiro. Nesse sentido, há dois grandes problemas: ou as pessoas vão evitar ao máximo e isso poderá prejudicar o seu organismo, ou elas vão tentar fazer isso por conta própria e poderão cair, escorregar e até mesmo se machucar de forma mais grave. Com o assento elevado e a diminuição do esforço para sentar, o usuário terá muito mais liberdade e autonomia nesse momento, sem deixar de lado, é claro, a segurança. Parece algo pequeno, mas essa independência pode impactar até mesmo na autoestima da pessoa!
  • Discrição: os assentos são bem discretos e nada chamativos. Para os amantes da decoração, os fabricantes tendem a escolher tons brancos ou claros para combinar com o vaso sanitário e se adequar em diferentes estilos de decoração.
  • Versatilidades: você pode, praticamente, personalizar o assento da forma como for mais adequada para você. Isso significa que você pode incluir encostos, apoios, acolchoamentos e mais (falaremos com mais detalhes daqui a pouco!).

Como escolher o assento sanitário elevado?

Caso você realmente precise de um assento elevado, então você precisa ter em mente que é preciso escolher um modelo que se adeque às suas necessidades e as necessidades de seus familiares.

O primeiro passo é entender o porquê você procura ou precisa de um assento e como é o seu banheiro. Existem assentos, por exemplo, que são mais redondos, enquanto outros são fabricados em um modelo mais oval ou alongado. Além disso, existe uma variedade enorme de espessuras, alturas, designs e capacidades de peso.

Outro ponto importante que também precisa ser considerado é a altura do assento. Ela está relacionada à altura de quem vai utilizar o produto, ou seja, quanto maior for a pessoa, mais alto precisará ser o assento sanitário elevado. Em geral, usuários de até 1,70m de altura utilizam assentos de 5 a 7,5cm. Já pessoas maiores de 1,70m de altura utilizam elevações de 11 a 13,5cm.

Sabendo de tudo isso, é muito mais fácil de encontrar o assento sanitário ideal para você.

Em quais vasos sanitários é possível usar o assento elevado?

Como dissemos anteriormente, atualmente, no mercado, existem modelos de assento elevado para praticamente todos os formatos de vasos possíveis. É só procurar em lojas especializadas o modelo ideal para você.

Hoje em dia, ainda, boa parte desses produtos já vem com a configuração universal, ou seja, são modelos fabricados para se encaixarem em praticamente todos os tipos de vasos sanitários da atualidade. Muito fácil, não é verdade?

Além do assento padrão, você também pode encontrar alguns acessórios extras que oferecem ainda mais segurança e estabilidade para o usuário, como barras de apoio, almofadas antiderrapantes impermeáveis, mecanismos extras de fixação, entre outros.

Como instalar o assento sanitário elevado?

Essa é uma das perguntas mais comuns sobre o assento sanitário elevado. Mas não se preocupe, a instalação é muito mais simples do que parece. Alguns modelos, inclusive, são removíveis. Outros já são “aplicáveis” e acompanham um kit de parafusos para a instalação.

Apesar de ter uma instalação, o processo é bem simples e pode ser feito sem a necessidade de ferramentas ou de um técnico especializado. Para os modelos que possuem buchas de fixação, elas são de plástico e muito fáceis de encaixar, similar à maioria dos assentos sanitários comuns.

Como vimos neste post, vale muito a pena investir em um assento sanitário elevado se você tiver, na sua casa, um idoso ou alguém com deficiência ou, ainda, estiver em recuperação de alguma cirurgia e não puder fazer esforços. Inclusive, além de ajudar os próprios usuários desses assentos, essa é uma forma muito importante de facilitar a vida dos cuidadores que, ao auxiliar a pessoa na hora de ir ao banheiro, pode comprometer a sua coluna.

Agora que você já sabe o que é o assento sanitário elevado e como escolher um, aproveite e veja em: https://www.mundogeriatrico.com.br/categoria-produto/assentos-elevados-barras-de-apoio

Fonte: Ortoponto

quarta-feira, 2 de março de 2022

Cinta de Transferência Multifuncional (Longevitech)


Cinta de Transferência Multifuncional Longevitech fornece ao cuidador, terapeuta ou familiar do paciente uma extensão de seus braços, permitindo controlar
 o tronco do paciente em momentos de transferência.

Esse acessório facilita o momento de levantar, sentar ou deitar do paciente, proporcionando maior conforto, segurança e evitando lesões.

Indicado para pessoas com fraqueza nas pernas e dificuldade de levantar-se. 

Garantia: 3 meses

Consulte em:https://www.mundogeriatrico.com.br/produto/cinta-de-transferencia-multifuncional/



quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022

Almofada Giroflex Longevitech

 

Ideal para auxiliar nas rotinas diárias de movimentação e higiene de pacientes acamados.

Características:

  • Feito em espuma de alta densidade a almofada Giroflex possui uma capa impermeável com duas alças auxiliares trazendo conforto e segurança na movimentação de acamados.

Dimensões: 47 x 40 x 13 cm

Consulte em:https://www.mundogeriatrico.com.br/produto/almofada-giroflex/



segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Almofada Oval para Hemorroidas, Pós-Operatório e Pós-Parto

 

Benefícios do Produto:

  • Proporciona mais conforto para pós-operatório, pós-parto e hemorroidas.
  • Evita o contato entre a região afetada e o assento.
  • Ideal para quem necessita ficar longos períodos sentado.
  • Tecido inteligente, permite a passagem do ar.
  • Suporte até 120 kg.
  • Cor: Preta
  • Capa removível.

  • Tamanho: 47cm x 38cm x 9cm


    Composição: Espuma de poliuretano injetado (viscoelástico)


    Consulte em: https://www.mundogeriatrico.com.br/produto/almofada-oval-orificio-theva/

    terça-feira, 29 de junho de 2021

    Luva de Proteção e Contenção das Mãos

     


    As luvas de de proteção e de contenção das mãos são essenciais para pacientes que por qualquer motivo possam arrancar sondas, cateteres de forma involuntária ou possuam agressividade consigo mesmo ou com familiares/cuidadores.

    Feito de Nylon resistente, as luvas de proteção da Longevitech garantem qualidade e durabilidade. A tela volei permite que a mão respire normalmente.

    Tamanho: Único

    Consulte em nosso site: https://www.mundogeriatrico.com.br/produto/luva-protecao/


    segunda-feira, 21 de junho de 2021

    SAIBA COMO ESCOLHER A MELHOR CADEIRA DE BANHO


    Para quem possui mobilidade reduzida a escolha correta da cadeira de banho é de extrema importância. Além disso, também tem que tomar cuidado com o piso do banheiro e o box, para que não tenha dificuldades na hora de tomar banho.

    Na hora de comprar a cadeira de banho tem que levar em consideração alguns itens importantes como o material usado, as rodas, os pneus, a praticidade do uso e qual é a cadeira adequada para cada pessoa. Veja seguir algumas características para te ajudar na hora de comprar a sua cadeira de banho: 

    Material

    As cadeiras mais comuns são as que são feitas de aço, plástico e alumínio, normalmente as de aço são as mais baratas, porém tem qualidade inferior e costumam enferrujar com o tempo.

    Agora se você quer um produto com maior durabilidade a dica é comprar a de plástico ou de alumínio, já que essas não enferrujam e além disso as rodas com aro são feitas de nylon e não estragam com facilidade.

    Rodas

    Existem variações em relação aos tamanhos e posicionamentos das cadeiras de banho. Algumas cadeiras têm quatro rodas pequenas, enquanto outras têm duas rodas pequenas na frente e as rodas traseiras maiores.

    Se você está em busca de praticidade, as cadeiras com quatro rodas pequenas são mais práticas, por outro lado, por não terem a roda grande, dificultam bastante a locomoção do cadeirante. Já quando as rodas traseiras são maiores e dá uma independência maior para a pessoa, facilitando sua locomoção, mas para isso é preciso um banheiro adaptado, pois ocupa um pouco mais de espaço.

    Agora se você quer facilidade de locomoção e praticidade na hora de transportar ou guardar a cadeira, a dica é comprar as cadeiras que possuem as quatro rodas pequenas e também mais duas rodas traseiras maiores. 

    Pneus

    Os melhores pneus para a cadeira de banho são os pneus maciços. Apesar dos pneus infláveis não terem uma qualidade tão inferior, o lado negativo desse tipo de pneu é que ele esvazia muito rápido. Em alguns casos, a câmara de ar acaba ressecada por conta da exposição à água.

    Então, se você tiver condição de adquirir uma cadeira de banho com pneu maciço é a melhor opção. Apesar de ter um custo maior, vale a pena o investimento, já que a cadeira vai ter uma durabilidade grande.

    Tipos de cadeira de banho

    • Cadeira de banho higiênica com braços escamoteáveis: é uma das mais utilizadas, pois é confortável e tem a possibilidade de embutir os braços para ocupar menos espaço.
    • Cadeira higiênica ortopédica: tem os mesmo benefícios da anterior e ainda tem o encosto removível e o cinto de segurança padrão para tronco e pernas. Dessa forma, é indicado para pessoas com mobilidade reduzida provisória ou permanente.
    • Cadeira de banho higiênica para deficientes: Possui um tecido de fácil lavagem, durabilidade e promove retenção de cor, mesmo após muitas limpezas com apenas água e sabão neutro.
    • Cadeira de banho higiênica para obesos: Essa cadeira é um modelo que tem um desenho mais arredondado, possibilitando maior conforto ao paciente obeso. Isso porque, dependendo do nível de obesidade do paciente, a locomoção pelos ambientes da casa e a higiene ficarão comprometidas caso não exista um acompanhamento ou condições que facilitem esses processos.
    • Cadeira de banho PNE com encosto: A cadeira de banho para portadores de necessidades especiais (PNE) foi desenvolvida para garantir proteção durante a higienização, praticidade e autonomia aos que dependem desse aparelho.
    • Cadeira de banho sem caixa coletora: Feita de aço carbônico, é indicada para pessoas com incapacidade física, dificuldade de locomoção ou perda da coordenação motora fina. Após o uso, deve ser higienizada e mantida sem umidade para evitar a presença de fungos.
    • Banqueta para banho: Tem uma estrutura de alumínio, com assento de plástico reforçado. Suas sapatas são antiderrapantes, pois não têm rodinhas em seu desenho, mas aderem na maioria dos pisos de banheiro.

    É importante saber quais características e tipos de cadeiras de rodas são mais adequadas para quem vai fazer o uso. Existem modelos confeccionados em diversos materiais e com funções distintas, o que interfere no valor das cadeiras de banho e no tempo de utilização. Por isso, é fundamental conhecer os tipos de cadeiras e compará-las sempre que possível utilizando a relação custo-benefício.

    Consulte em: https://www.mundogeriatrico.com.br/cadeiras-e-banquetas-para-banho/


    Fonte: Loja Ortopédica

    quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

    Você sabe como usar a máscara de proteção corretamente?

    Como uma das medidas de proteção contra o novo Coronavírus, o uso de máscaras agora é obrigatório em diversos estados do Brasil. Em São Paulo, por exemplo, quem descumprir a regra poderá pagar multa. O isolamento social e a higienização frequente das mãos continuam sendo as principais ações de combate à COVID-19, mas as máscaras devem ser utilizadas nos casos em que sair de casa é essencial – como ir trabalhar ou fazer compras essenciais.

    Por mais que cuidar da própria saúde seja essencial, este é o momento de pensar na saúde como um todo. Por isso, para que não haja falta de máscaras cirúrgicas e descartáveis aos profissionais da saúde que estão na linha de frente no combate ao Coronavírus, prefira as máscaras de pano, que podem ser feitas em casa ou compradas.

    Neste artigo, o GNDI mostra quais cuidados você deve tomar para que as máscaras sejam mais eficazes.



    Importância do uso da máscara

    Por mais estilosas que sejam, as máscaras são muito mais do que um acessório para complementar o visual: são equipamentos de segurança pessoal que podem ajudar a diminuir os riscos de transmissão do novo Coronavírus. Isto porque elas servem como barreiras para o vírus não conseguir entrar com facilidade pela boca ou nariz.

    Como grande parte das pessoas que contraem o Coronavírus não tem sintomas (ou os sintomas surgem depois de alguns dias), é importante que todos utilizem máscara, ou para não ser contaminado, ou para não contaminar outras pessoas. Essa medida deve ser seguida à risca principalmente se você está no grupo de risco – como idosos, hipertensos, diabéticos, cardíacos ou quem possui doenças respiratórias –, ou se mora com alguém com Coronavírus e se está resfriado ou gripado.

    Vale ressaltar que as máscaras não são 100% eficazes: elas não bloqueiam a entrada do vírus no corpo, mas dificultam em até 70% a carga de vírus que uma pessoa poderia pegar se não estivesse usando nada. Por isso, respeite a quarentena e evite sair desnecessariamente.

    Cuidados com a máscara

    Veja como usar a máscara corretamente:

    • Prefira máscaras de pano dupla face, ou seja, com duas camadas de tecido, pois elas são mais eficazes.
    • Nunca coloque máscara em crianças menores de 2 anos ou em pessoas com problemas respiratórios que sejam incapazes de removê-la sem assistência.
    • Não toque na parte da frente da máscara: sempre a remova pelo laço lateral ou pelo nó da parte traseira.
    • Higienize as mãos com água e sabão ou álcool em gel após retirar a máscara e tome cuidado para não tocar olhos, nariz e boca.
    • Troque a máscara sempre que estiver suja ou úmida, ou a cada duas horas de uso.
    • Tenha de duas a cinco máscaras por pessoa para utilizar uma enquanto a outra estiver suja ou sendo lavada.
    • Não compartilhe com familiares – as máscaras são de uso individual.
    • Ao retirar, segure-a pelo laço ou elástico e não a coloque sobre a mesa.

    Descarte e higienização

    Como higienizar a máscara facial de pano: após utilizar a máscara, deixe-a em um recipiente com água e água sanitária ou álcool por, aproximadamente, 30 minutos. Coloque 10 ml de água sanitária para cada 500 ml de água potável. Depois, lave com água e sabão. Quando estiver totalmente seca, passe com ferro.

    Onde descartar a máscara: embora o uso de máscaras descartáveis seja indicado e profissionais da saúde, se por algum motivo você utilizá-las, faça o descarte  em uma sacola plástica fechada assim que remover a máscara descartável.

    Erros mais comuns no uso da máscara

    Para que a máscara cumpra seu papel de te proteger de forma eficaz, é preciso evitar alguns erros, como:

    • Utilizar máscaras muito largas ou muito apertadas: o ideal é que cubra todo o seu nariz, boca e queixo, sem deixar espaços abertos dos lados ou ficar com partes do rosto exposto.
    • Nariz de fora: o nariz deve ter totalmente coberto, não apenas as narinas.
    • Máscara no queixo: além de encostar a parte externa da máscara na pele, na hora de recolocar você pode trocá-la ao contrário sem querer.
    • Deixá-la na mesa ou exposta em outros lugares após retirá-la: o certo é guardá-la em um saco plástico fechado ou colocá-la diretamente de molho, se possível.

    Fonte: Grupo Notredame Intermédica